Data

A paz do Senhor Jesus Cristo. Hoje é

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015

A escolha de Deus e a teimosia dos homens

"Eis que já te purifiquei, mas não como a prata; escolhi-te na fornalha da aflição." Isaías 48 v.10

Durante muito tempo observo as escolhas dos homens e muitas vezes percebo também muita teimosia, muita "humanidade" e pouca "santidade", muitos critérios e pouca unção e os resultados obviamente são exatamente distintos das propostas, ou seja, o homem não pode tomar decisões, principalmente as que envolvem a obra de Deus, sem o aval do todo-poderoso sob o risco de perder o rebanho, fazer as ovelhas sofrerem de modo desnecessário. O preparo do homem não é o preparo de Deus, nem de longe, Deus não olha para títulos (Apóstolo, Bispo, Pastor, Evangelista, Presbítero, Diácono entre tantos outros), nem usa os critérios que os homens costumam usar: Teologia, tempo de "casa", vida secular, posição social.

Ando em diversos Ministérios e observo, só observo. Como as escolhas dos homens estão prejudicando a obra do Senhor, quantos e quantas sem um "pinguinho" sequer de unção (escolha de Deus) e com muita, mas muita mesmo responsabilidade, direção, muitos cargos, apenas porque o homem os escolheu, o homem os separou. Percebo muitas vezes, acredito que não só eu, que quando certas pessoas pegam o microfone é como se a Igreja saísse para uma intervalo, como se as pessoas fossem para o recreio. O que mais me choca é que os homens continuam "dando socos em ponta de faca" e infelizmente, para a Igreja não para eles, a sua teimosia tem sido uma grande arma nas mãos do inimigo. Posso até ser mais categórico e digo que existem sim aqueles cheios de boas intenções, mas sem unção. Não posso formar, moldar, transformar um homem ou uma mulher para fazer a obra de Deus, para colocar em um cargo, para por à frente de um ministério ou de uma congregação. Quem tem este poder de formar, mudar, transformar é Deus e isso não delegado a mais ninguém. Se as escolhas humanas fossem, logo que percebidas, modificadas ao se mostrarem erradas então perceberíamos a direção de Deus intervindo nas situações a fim de que a sua obra não venha a sofrer, contudo o que tem imperado é a teimosia. Esta teimosia, acho eu, tem cegado os líderes, tem lacrado os lábios deles e os tem feito orgulhosos ao ponto de observarem que fizeram escolhas erradas e "não dão o braço a torcer" nunca.
No texto base (Isaías 48 v.10) Deus especifica que a forma do Senhor fazer as escolhas é diferente. Quando diz: "já te purifiquei" está declarando que Ele é que purifica e atesta isso dizendo: "não como a prata", pois os homens podem purificar a prata como Deus também pode. E poderoso como só Deus pode ser ele acaba com as dúvidas: " na fornalha da aflição", não foi em uma escola de teologia, em um curso de obreiros, não foi em uma convenção, foi na "fornalha da aflição". Antigamente ouvia-se falar, e muito, que para servir a Deus como Ele quer é preciso passar pelo fogo, acredito que ainda seja preciso para ser colocado em posições de destaque, posições de liderança. Experiência, tempo de conversão, títulos, estudos, nada disso tem valor aos olhos de Deus. O que importa para o Senhor é ser chamado, escolhido, purificado por Ele.
Quantos são os ministérios, as igrejas que tem se arrastado ao longo dos anos como se fossem verdadeiros tribunais e não mais "hospitais", como se fossem clubes sociais e não casa de Deus, quantas tem sido as emancipações, quantos tem sido as criações de novos ministérios? Sabem qual o motivo? De quem é a culpa?
São as escolhas dos homens feitas com base em seus critérios, na meritrocacia, nos dízimos e ofertas, na posição social, na vida secular que os tem levado a colher o que plantaram e as ovelhas tem sofrido, tem mudado de pasto, pulam de igreja em igreja até encontrarem um lugar onde as decisões são tomadas com base na escolha de Deus. Que Deus tem misericórdia dos líderes que por suas escolhas e consequente teimosia tem feito muitos abandonarem o evangelho, muitos deixarem a casa de Deus.
Que o amor de Deus que excede todo o nosso entendimento seja derramado sobre a sua vida e de sua família em nome de Jesus Cristo. Amém!